Cachos Sabrinah Giampá

O blog surgiu como uma espécie de catarse para a jornalista Sabrinah Giampá, que conseguiu transformar um trauma de infância em uma missão: ajudar outras pessoas no resgate da verdadeira identidade, através da redescoberta dos fios naturais. Porque assumir os cabelos crespos de origem não é apenas um ato político, que desafia a sociedade que nos estabelece, desde o nascimento, um padrão de beleza falso e cruel; assumir os cabelos crespos é assumir a própria essência, é olhar no espelho e se reconhecer, é se aceitar acima de todas as coisas, é encontrar a felicidade nos braços do amor próprio, essencial para as nossas conquistas diárias e realizações na vida.

Foi assim que Sabrinah Giampá, jornalista há mais de 15 anos e especializada em Comunicação e Semiótica, decidiu abandonar a área de assessoria de imprensa e apostar todas as suas fichas no blog Cachos e Fatos, que surgiu despretensiosamente, mas que a fez tomar um rumo inesperado em sua carreira. Com objetivo de se aperfeiçoar, para ganhar uma base argumentativa maior para escrever no blog, investiu em cursos de cabeleireiro, onde se especializou em cacheados e crespos, um nicho menosprezado do mercado brasileiro.

Como suas leitoras tinham dificuldades de encontrar um especialista que cortasse seus cabelos da forma correta, ou seja, a seco, ela resolveu montar na garagem de sua casa, a Garagem dos Cachos, um espaço onde exerce sua nova função de cabeleireira especializada em ondulados, cacheados e crespos, e ensina as mulheres a se livrarem das químicas, e consequentemente, dos padrões de beleza, ao fazerem as pazes com seus cabelos de origem.

Atualmente, ela concilia as duas profissões, que acabaram se tornando complementares: a Garagem dos Cachos alimenta o Cachos e Fatos com suas transformações, que incentivam a busca pela autoaceitação; e o Cachos e Fatos serve de vitrine para angariar clientes para a sua Garagem. Sendo assim, finalmente conseguiu fazer com que sua grande paixão, o jornalismo, conseguisse ter o viés transformador que sempre buscou em sua carreira e nunca encontrou: o de ajudar outras pessoas na luta contra o preconceito oriundo de padrões surreais e na busca pela verdadeira identidade.

Como cabeleireira sua missão é o resgate do cabelo natural e valorização da autoestima, principalmente da mulher negra, sendo que o preconceito enraizado contra o cabelo crespo no Brasil está diretamente ligado ao preconceito étnico-racial.

Em 2016, Sabrinah lançou O Livro dos Cachos, pela Editora Paralela, selo da Cia das Letras. Com o livro ela pretende ampliar o alcance do Cachos e Fatos e Garagem dos Cachos, levando sua mensagem libertadora a cada vez mais mulheres, e dando sua contribuição direta à era da democratização da beleza e ao feminismo, do qual é atuante.

retranca_cachos

  1. Oi Sabrinah! Mesmo sem te conhecer pessoalmente, já admiro muito seu trabalho! Faz um ano e meio que estou em transição e, desde então, venho buscando inspirações para não desistir, coisa que consegui acompanhando grupos de meninas crespas e cacheadas no facebook. Foi assim que te conheci e também te acompanho já há uns 03 meses. Eu também acho que nossos cabelos são menosprezados pela maioria dos cabeleireiros, para você ter uma ideia, sou do interior de São Paulo e aqui em minha cidade não tem sequer um salão especializado, nenhum profissional que saiba cortar nossos cabelos. Pensando nisso, andei amadurecendo a ideia de, de repente começar a “caminhar” por essa área. Você poderia me dar mais detalhes de como começou? Bjs

    • sabrinah says:

      Oi, Juliana, tudo bem, e vc? Fico muito feliz em receber seu feedback positivo, e também em saber que gostaria de somar o time daqueles que lutam em prol ao cabelo natural. Aqui no blog, na parte das matérias, você vai poder acompanhar minha trajetória de como cheguei aqui. Além dos cursos que tem lá, já fiz alguns da Keune, que não publiquei. Espero que possa ajudar. bjks

  2. Ola Meu nome é Silvana sou secretaria da associação onde seu pai é o presidente ameiii seu BLOG quero dica para cuidar do cabelo da minha filha julya de 3 anos ela também tem cabelos cacheados e ama bom é isso foi um prazer escrever um pouco aqui bjus

  3. Renata Martello says:

    Oi, Sabrinah!!! Sou Renata e estou encantada com seu blog… te descobri no momento certo, numa busca de força para que o farei em breve. Tinha cabelos cacheados parecidos com fios de telefone, bem espiralados mesmo. Gostava dele, mas tinha problemas com os cortes, pois parecia que meus cabelos estavam sempre iguais… sem balanço… sem forma. Cansada de estar sempre com a mesma cara e também de ser diferente das outras meninas, que haviam aderido ao liso escorrido da escova progressiva, decidi entrar na mesma dança. Resultados: cabelos lisos e uma escravidão com ida bimestral ao cabeleireiro para “passar veneno”. Há 6 anos tenho essa rotina… e cansei!!! Quero meus cachinhos de volta… não quero mais ter a mesma cara de todo mundo… Chega! Pesquisei bastante e vi que hoje existe um procedimento de desprogressivação, que estou disposta a fazer ainda este mês, para depois assumir meus cachos naturais. Não me julgo forte o bastante para simplesmente deixar o cabelo crescer e ir assumindo o natural.
    Acho que o “padrão” imposto somado a falta de profissionais especializados em cabelos crespos/cacheados são responsáveis pela migração das pessoas para a progressiva.
    Confesso que, embora decidida, tenho receio de como ficarão meus cabelos após o procedimento e medo da minha própria aceitação frente ao espelho…
    Seu blog tem me fortalecido e agradeço imensamente por isso! Você realmente está mudando a vida das pessoas com seu trabalho..
    Obrigada por tudo!

    • sabrinah says:

      Oi, Renata, tudo bem? Muito obrigada pelo carinho. Só aconselho que pesquise mais sobre este método de ‘desprogressivação’, porque pelo pouco que eu sei, é um processo semelhante a um permanente, ou seja, uma química em cima de outra química. O que sugiro é usar um xampu antiresíduos 1 vez por semana, seguido de máscara para não ressecar tanto, e ir cortando a parte alisada, mesmo que seja em doses homeopáticas. Fico muito feliz em saber que este blog ajudou de alguma forma. Este é o objetivo desde o início. bjks e boa sorte na sua jornada de volta ao natural.

  4. Isabel Pinheiro says:

    Boa noite, adorei seu blog, gostaria de saber se tem algum salão no rio de janeiro de cachos, pois queto ficar livre da progressiva a qual detonou mru cabelo

    • sabrinah says:

      Oi, Isabel! Obrigada pelo carinho! A Garagem dos Cachos fica em SP, mas imagino que as meninas do grupo do facebook, Cacheadas Cariocas podem te ajudar. bjks

  5. Oi Sabrina,
    Nossa nem sei por onde começar….primeiro parabéns pelo trabalho, dedicação e empenho!
    Desde o meio do ano passado venho lendo e estudando sobre cabelos cacheados e crespos, BC, Transição, no e low poo e todos assuntos envolvidos. Faltava coragem o ponta pé inicial….então em janeiro desde ano depois de muita conversa e apoio da minha família e do meu namorado decidi passar pela transição. Faço progressiva há 8 anos e nem me lembro mais como é meu cabelo, confesso que ainda estou com medo, porém firme no meu objetivo. Passei por muito preconceito na infância e na adolescência, até apelidos maldosos então isso me dá mais ansiedade ainda. Eu costumo me chamar de afro loira, pois sou loira natural com cabelo crespo, eu nunca usei nenhum tipo de coloração porém a cor já não é a mesma da infância (nasci loirinha agora está mais para um loiro mel). Sou de Uberaba – MG e já decidi que irei no seu salão fazer meu BC ou semi ainda não sei, vou levar minha mãe e meu namorado junto. Então até o nosso encontro!

    • sabrinah says:

      Que bacana sua história, Nara. Ficarei muito honrada em fazer seu bc e ressuscitar seus cachinhos dourados. Obrigada pelo carinho! bjks e força na sua transição!

  6. Marilia says:

    Olá Sabrinah!

    Quero lhe parabenizar pelo seu blog, pelo incentivo e motivação que você proporciona às pessoas que querem fazer transição capilar. Pois passar por esse processo não é uma tarefa fácil e muitas meninas desistem no meio do caminho e acabam voltando a usar química novamente.
    Sou cacheada, meus cabelos sempre foram muito volumosos e eu não sabia como usar e abusar de todo esse volume. Foi então que eu acatei a dica de uma cabeleireira, que sugeriu que eu fizesse relaxamento (só na raiz) e escova progressiva em seguida…
    A primeira vez que eu fiz esse procedimento, meus cabelos ficaram perfeitos e no volume que eu sempre quis. Mas com o tempo, meu cabelo foi ficando ralo, escorrido e com aspecto esticado. E mesmo eu cuidando com hidratações semanais, cauterizações, reconstruções, etc. esse efeito chapado não estava me deixando nada feliz…
    E pra completar, meu couro cabeludo começou a apresentar uma série de malefícios: caspa, seborreia, ferimento, descamação e uma queda de cabelo fora do comum.
    Foi então que eu decidi parar de fazer química e resolvi ter os meus cachos de volta.
    Aí eu comecei a pesquisar sobre como acelerar o crescimento dos cabelos e encontrei vários artigos sobre o tal “shampoo bomba”, feito com Monovin e Bepantol. Cortei o cabelo chanel (um pouco acima os ombros) e usei o tal shampoo durante alguns meses (mesmo tendo consciência dos riscos) sempre intercalando com outro shampoo…
    Comecei a fazer cronograma capilar e devido tantas visitas ao Google, acabei conhecendo por acaso alguns produtos livres de sulfato, parabenos, petrolatos, etc. e passei a usá-los também.

    Enfim, depois de exatos 1 ano e 2 meses de transição capilar, fiz o BC. Estou amando ter os meus cachos de volta, estou aprendendo a usar e abusar do volume (que por sinal está bem controlado), estou aprendendo a cuidar dos meus fios a cada nova descoberta, e posso afirmar com toda prioridade que não quero nunca mais ser escrava de químicas!

    Aprendi que cachos bem cuidados são lindos e chamam muito mais atenção que cabelos lisos. Mesmo pq hoje em dia todo mundo tem cabelo liso, né?!
    Rsrs…

    Mais uma vez, parabéns pelo sucesso do seu Blog!
    Vc é demais!

    Abração!

  7. Oi Sabrinah! Sou do Rio mas estarei na semana de 13- 17 de maio em Sampa e gostaria que vc fizesse meu big chop. Tem 11 anos que faco quimica e nao sei nem mais como é meu cabelo hahaha. Como faço para marcar com vc?meu email: nelle_music@hotmail.com

  8. Boa noite Sabrinah gostaria de saber como marco uma avaliação com vc pois meu cabelo esta um pouco judiado ja faz um tempo q n uso progressiva mais ainda tem residuos gostaria de ter meus cachos novamente pois tive que optar por telos liso na epoca que trabalhava no comércio tinha que ficar amarrados agora quero liberdade para meus cabelos.aguardo respostas

  9. Cristiane says:

    Olá Sabrinah. Estou adorando seu blog. Obrigada por compartilhar tantas dicas e ajudar nós cacheadas que há muito tempo fomos preteridas da comunidade cosmética. Posso afirmar que nosso cenário está mudando pra melhor de uns 10 anos pra cá ou menos. Se no passado tivéssemos esse avanço tecnológico virtual e tantos produtos novos e bons saindo no mercado para cacheadas e crespas eu não teria feito tantos estragos com química para me rotular na sociedade, melhorar minha alto estima e me sentir bonita. Como tudo tem conserto e um tempo, nunca é tarde para começar. Estou em transição mas logo tenho certeza que terei minha identidade de volta. Mais uma vez obrigada pelo seu tempo e disponibilidade de nos ajudar assim como tantas outras blogueiras do mundo dos cachos/crespos. Beijos e muito sucesso na sua vida.

    • sabrinah says:

      Que linda mensagem, Cristiane. Fico muito feliz que o blog tenha contribuído de certa forma com o seu processo de mudança, afinal, não há nada melhor no mundo, do que podermos ser nós mesmas, sem ter que se adequar a um sistema tão racista, machista e cruel. Boa sorte na transição. É uma fase chata, mas no final você verá que valeu a pena! bjks no coração

  10. JULIANA says:

    Sáh! (olha a intimidade…)
    Sou fascinada…extremamente fascinada no seu blog!
    Me encanto a cada BC que você realiza e confesso que queria mto q vc fizesse o meu…mas infelizmente moro no RJ…
    Vc nunca vem ao RJ?! Nem para encontros??
    Ia cortar em dezembro, qnd completo 1 ano da tão sofrida transição, mas já não aguento mais e quero cortar agora com 10 meses…

    VEM PRO RJ PELO AMORRRR!!

    #SOUSUAFÃ #ACHOINJUSTONÃOTETERNORJ

    • sabrinah says:

      Agradeço muito pelo carinho, Ju, mas a garagem ainda é a garagem da minha casa, e como moro em SP, fica complicado… Quem sabe um dia você não me faz uma visita? bjks

  11. Oi Sabrina, fico feliz que exista gente como você apoiando a causa da identidade das pessoas que têm cabelos crespos, eu mesma vivi muitos anos com os cabelos longos num rabo de cavalo por causa do calor infernal e para não cortar curto por conta de muitos dizerem que cabelo crespo tem que ser comprido…o bom é que um dia Há 3 anos chutei o balde, fui ao salão aparar as pontas e voltei para casa com o cabelo curtíssimo, agora estou me sentindo mais jovem, mais livre e mais contente com meu cabelo crespo, sem definição volumoso e curto.

  12. Gabriella says:

    Ola sabrina!! Tentei entrar em contato com voce por email, mas o mesmo nao foi respondido. Eu queria fazer o bc e estou com algumas duvidas:
    -qual seria o preço?
    -onde fica seu salão?
    Espero que me responda 😀

  13. Cristiani Daufenbach Britto says:

    Olá Sabrinah, acabei de descobrir seu blog, achei incrivél !!! Sou cacheada assumida desde sempre, na adolescencia sofri bastante, porque eu não sabia como cuidar dos meus cachos, hoje adoro meu cabelo, muitas pessoas me param pra perguntar se é natural e eu acho o máximo, porque a grande maioria ainda tem o estigma dos “belos cabelos escorridos, a todo custo”. Sou a favor de sermos nós mesmas, e gritar para todo mundo que cachos são lindos sim, eles podem ser miudinhos, mais abertos, soltinhos ou não. Viva os Cachos!!! Parabens Sabrinah !!!

  14. vanusa moreira says:

    oie ! Tudo bem ? Me chamo vanusaEu queria saber com deixar os cachos comportados, eles sao lindos quando estao molhados , mais ai eles vao secando e fica uma juba , os cachos se desfazem e eu nem fico mexendo neles ! o que fazer ??

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Comentários no Facebook