Dando sequência à série de entrevistas com as youtubers convidadas do #projetosecretodoscachos, trago como segunda entrevistada, Nanda Chaves, 28 anos,que ostenta seus cachos 3A com muito orgulho. Como toda cacheada, ela já teve vergonha do cabelo e foi adepta de vários tipos de alisamento. Encarou a transição no mega hair, mas quando de fato se livrou das extensões, teve que lidar com preconceito que veio em formato de piadas de mau gosto. Como ela lidou com isso? Descubra abaixo, nessa super entrevista. Espero que gostem! bjks

dscn7796
Sabrinah Giampá- Você sempre usou o seu cabelo cacheado natural ou também foi adepta de químicas?

Nanda Chaves – Também fui adepta de químicas, inclusive desde novinha. No início, a intenção era soltar os cachos, mas com o passar dos anos, fazendo química e esquecendo de cuidar, o cabelo foi ficando detonado, perdeu totalmente o pouco de cachos que tinha, e aí passei a alisar com o mesmo produto que relaxava, mas como não ficava 100% liso, tinha que manter na chapinha.

claro

Nanda quando usava o cabelo alisado: irreconhecível!

Sabrinah Giampá- E como foi sua trajetória capilar do alisado para o natural?

Nanda Chaves- Os anos foram passando e como meu cabelo foi ficando muito quebradiço com a química, com isso, vi meu sonho de ter os fios longos cada vez mais distante. Foi quando decidi usar mega hair, o que me deixou com a autoestima lá no alto. Então teve uma novela onde a Taís Araújo usava os cachos naturais, e eu olhe e falei: – Nossa, que lindo! Já tive o meu assim um dia, pena que não volta. Até que um dia conheci uma comunidade de cabelos cacheados no Orkut, li vários relatos de pessoas na mesma situação que eu, e resolvi tentar. A Taís Araújo despertou minha vontade, mas eu já estava bem insatisfeita com o resultado da química, arrependida por ter estragado meu cabelo.

dscn7798

Teve uma novela onde a Taís Araújo usava os cachos naturais, e eu olhe e falei: – Nossa, que lindo! Já tive o meu assim um dia, pena que não volta. Até que um dia conheci uma comunidade de cabelos cacheados no Orkut, li vários relatos de pessoas na mesma situação que eu, e resolvi tentar. A Taís Araújo despertou minha vontade, mas eu já estava bem insatisfeita com o resultado da química, arrependida por ter estragado meu cabelo.

Sabrinah Giampa- Teve apoio familiar para voltar ao natural?

Nanda Chaves – Minha família achou que eu não fosse conseguir, pois viram que eu estava dependente da química e do mega hair. Resolvi passar a transição toda de mega hair, então foi mais tranquilo lidar com a diferença de texturas. A única coisa que fiz foi trocar o mega liso por um cacheado. Tirei a extensão definitivamente depois de dois anos. Meus familiares estranharam. Não os cachos, pois eu já estava usando o mega hair, mas o tamanho, porque estava curto. Ouvi algumas piadinhas, mas estava bem feliz por ter recuperado o meu cabelo, o que tornou fácil lidar com as críticas.

4

Ao assumir o cabelo natural, Nanda ouviu críticas em relação ao comprimento dos fios: Por que tão curto?

Sabrinah Giampá- Teve dificuldades para reaprender a cuidar do cabelo natural?

Nanda Chaves – Com relação aos cuidados foi fácil. Na própria comunidade de cacheadas eu conheci dicas de finalização e tratamentos. Sempre estava testando uma coisa nova. Só que percebi que logo que tirei todas as pontas lisas, ele ainda não ficava 100%, levou um tempo pra ficar bonitinho, coisa de dois meses mais ou menos.

dscn7783

Minha família achou que eu não fosse conseguir, pois viram que eu estava dependente da química e do mega hair. Resolvi passar a transição toda de mega hair, então foi mais tranquilo lidar com a diferença de texturas. A única coisa que fiz foi trocar o mega liso por um cacheado.

Sabrinah Giampá- Sofreu algum tipo de preconceito?

Nanda Chaves- Eu ouvi piadinhas de mau gosto. Me disseram que eu estava parecendo o bozo. Também ouvi: – Nossa, o que aconteceu com o seu cabelo?!? Parece que está tão crespo! (como se crespo fosse um defeito). Alguns diziam: – Por que deixou assim, se você estava melhor antes?

Sabrinah Giampá- E como você lidava com isso?

Nanda Chaves- Sempre fui curta e grossa nessas horas. Dizia: – Não acho, prefiro assim, acostume-se!

dscn7781

Me disseram que eu estava parecendo o bozo. Também ouvi: – Nossa, o que aconteceu com o seu cabelo?!? Parece que está tão crespo! (como se crespo fosse um defeito). Alguns diziam: – Por que deixou assim, se você estava melhor antes?

Sabrinah Giampá- Assumir o cabelo natural é um ato político e de empoderamento feminino? Fale sobre

Nanda Chaves – Com certeza, muitas de nós passamos anos alisando não por não gostar, ou não estar extremamente satisfeita com os resultados, mas porque de certa forma nos sentíamos obrigadas a pertencer ” ao grupo”. Mas as coisas estão mudando e cada dia para melhor, deixamos de nos preocupar com o que os outros vão falar, estamos mostrando que não somos obrigadas a seguir um padrão. Meu cabelo é uma característica da minha raça, por que devo mudar ou esconder? Certo dia, uma seguidora me pediu uma dica de penteado que ela pudesse disfarçar o cabelo crespo, pois sua chefe disse que não combinava com a função dela, mas ela queria apenas um penteado, pois não queria mais alisar. Isso é um tremendo preconceito! É racismo, mas as pessoas não percebem porque está internalizado na sociedade.

13528715_1121214801269858_2389564335341468244_n

Meu cabelo é uma característica da minha raça, por que devo mudar ou esconder?

Sabrinah Giampá- Por que criou o canal e qual a mensagem que pretende passar para as suas seguidoras?

Nanda Chaves – Criei apenas para mostrar alguns dos cuidados que eu tinha com meu cabelo, como eu fazia determinado penteado, por exemplo. Minha intenção sempre foi mostrar que o nosso tipo de cabelo é lindo, que não é difícil lidar com ele, coisa que há anos a mídia vem colocando em nossa cabeça.

Sabrinah Giampá – Dizer que o cabelo natural dá mais trabalho que o quimicado é um mito? Explique o porquê.

Nanda Chaves – Sim, um cabelo com química precisa de cuidados redobrados e especiais para se manter saudável, com vida, com brilho. Cuidando em casa ou no salão irá gastar muito mais.

Siga a Nanda:

Instagram @nanda_blog
Gostou da entrevista da Nanda? Quer conhecer outra youtuber participante do #projetosecretodoscachos? Clique aqui! Quer ler outras entrevistas? Clique aqui!

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Comentários no Facebook